[LIVRO + LIVRO X FILME] P.S. Eu Te Amo

Livro: P.S. Eu Te Amo
Título Original: P.S. I Love You
Editora: Novo Conceito
Autora: Cecelia Ahern
Páginas: 368
*clique na imagem ao lado para ver a capa completa*

Sinopse:

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.
---------------------

Gostaria, inicialmente, de dizer que essa resenha não visa comparar o livro e o filme (vai ter um vídeo no canal falando disso), mas acho que vai acabar sendo inevitável uma relação ou outra devido à minha forte ligação e simpatia com essa história, que eu conheci primeiro nas telas.

Bom, como a maioria (se não todos) que leram P.S. Eu Te Amo, eu fui motivado pelo filme (lindo) baseado no mesmo. O filme, lançado em 2008, virou um dos meus xodós e quando a Novo Conceito anunciou que publicaria o livro, senti automaticamente  curiosidade e a necessidade de ler essa história.

Acabei ganhando esse livro no amigo oculto de 2012 e demores exatamente um ano para finalmente lê-lo. Entenda-me: eu sou apaixonado pelo filme e, seguindo a lógica de que livros são sempre melhores, tinha altas expectativas com o livro. Não queria destruir o encanto que eu tinha com a história e por isso iniciei o processo de tortura por receio do que esperar com o livro.

Dito isso, vamos focar na resenha dele, agora que eu já li. Primeiramente gostaria de comentar o trabalho da Novo Conceito. Uma palavra define: nojo. Sim, estou sendo exagerado e extremista, mas o que dizer de uma editora que reaproveita a cena que é capa de um outro livro estrangeiro? E ainda falando da capa, NC mostrou mais uma vez sua inabilidade gráfica. A mistura de elementos "fofos" com a foto do casal e o uso das fontes deixa tudo muito confuso e com muita informação pro meu gosto. Sem dúvida, prefiro a capa com a versão do filme que é registrada no Skoob, mas acho que nem sequer chegou a ser lançada aqui.


Quanto à edição, atento à falta de margens no texto. Parece-me que, afim de reduzir páginas, a editora abriu mão das margens e isso me incomoda imensamente. Pontos positivos para tradução e revisão; um livro limpo e sem erros ortográficos ou de impressão.


A escrita de Cecelia Ahern é fácil, rápida e sem sal completamente. A autora sabe trabalhar situações e cenas, mas parece incapaz de fazer o mesmo com personagens. Em "P.S. Eu Te Amo", vemos personagens frágeis e sem qualquer demonstração de crescimento diante às situações que enfrentam. Pontos positivos por ser escrita em terceira pessoa, o que nos permite acompanhar detalhes que fazem diferença na história e que impede a história de ser um fiasco.

Cecelia foca em desenvolver o drama da personagem principal de forma que passamos a sentir nervoso dela querendo atenção. Com personagens secundários muito bons, senti falta deles sendo mais explorados. Ah, cabe aqui uma leve comparação ao filme: são histórias quase que completamente diferentes.

Como eu disse o livro, apesar de grande, é rápido e você lerá os capítulos de 15/20 páginas rapidamente e (talvez) pedir mais. Senti falta de descrições um pouco mais trabalhada de personagens e lugares (estamos falando de Dublin, que aliás é a cidade onde a autora mora. Esperava detalhes que enriqueceriam a história). Quanto ao final, posso dizer que foi um misto de clichê com algumas poucas surpresas e muitas decepções.

O livro termina sem dar fim à histórias e situações contadas ao longo dele. Não sabemos onde vai parar o bebê de Sharon ou o que aconteceu om Richard depois do trabalho na casa do chefe de Holly, por exemplo. Achei que a autora perdeu uma ótima chance de finalizar o livro com alguma espécie de mensagem de ajuda ou algo mais profundo e reflexivo para os leitores. Uma autora "ok", que não lerei mais. Um livro que recebe 3 por todos os incômodos individuais inevitáveis comparações com o filme.




LIVRO X FILME