[LIVRO] Lonely Hearts Club

Livro: Lonely Hearts Club
Título Original: The Lonely Hearts Club
Editora: Intrínseca
Autora: Elizabeth Eulberg
Páginas: 238
*Clique na imagem ao lado para ver a capa completa*

Sinopse:

Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo. Exceto, claro, os únicos quatro caras que nunca decepcionam uma garota — John, Paul, George e Ringo. E foi justamente nos Beatles que ela encontrou uma resposta à altura de sua indignação: Penny é fundadora e única afiliada do Lonely Hearts Club — o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar, e eles não são nem um pouco bem-vindos. O clube, é claro, vira o centro das atenções na escola McKinley. Penny, ao que tudo indica, não é a única aluna farta de ver as amigas mudarem completamente (quase sempre, para pior) só para agradar aos namorados, e de constatar que eles, na verdade, não estão nem aí. Agora, todas querem fazer parte do Lonely Hearts Club, e Penny é idolatrada por dezenas de meninas que não querem enxergar um namorado nem a quilômetros de distância. Jamais. Seja quem for. Mas será, realmente, que nenhum carinha vale a pena? 
-------------------------

Como sempre, lá vou eu contar minha história de como cheguei até esse livro. Bom, conheci Lonelyh hearts Club através da Juh Olivetto do Livros e Bolinhos que fez uma resenha tecendo elogios ao mesmo. E como eu confio e tenho um gosto parecido com o dela, ele entrou pros meus desejados, mas foi só na Bienal que ele entrou para a minha estante de fato. Comprei o último exemplar do estande da Intrínseca por apenas R$5 (tô emocionado até agora com essa minha sorte).

Bom, agora vamos à resenha propriamente dita. "Lonely Hearts Club" é um livro delicioso, rápido e apaixonante. Embalado por muito Beatles e seguindo o pensamento feminista de Penny Lane (nossa protagonista que recebe o nome devido ao fanatismo de seus pais pelo Beatles) passamos a conhecer o clube de meninas mais badalado da cidade, o Lonely Hearts Club, e a vida de uma menina que só quer saber de quatro garotos na sua vida: Paul, John, Ringo e George.

Elizabeth Eulberg conseguiu reunir situações reais e apresentá-las a nós de uma forma que passamos a acolher tudo aquilo como se fosse algo que aconteceu com a gente. E, aliás, provavelmente já aconteceu... quem nunca se apaixonou, se decepcionou e jurou nunca mais se apaixonar por ninguém? Acho que a resposta é todos nós.

A escrita é leve e rápida e você não vai perceber as 238 páginas passando diante dos seus olhos. Me sinto até envergonhado de dizer que procrastinei uma semana com esse livro (por motivos de força maior).

Aos fãs de Beatles: não espere uma história completamente voltada para o fanatismo pela banda (a não ser quando se trata dos pais de Penny Lane, claro). Aos que não ouvem/nunca ouviram Beatles (que maluco é você?): ouça antes de ler... vai te ajudar a entender algumas cenas.

Quanto ao trabalho da editora Intrínseca, impecável talvez seja a palavra. Tradução, revisão e projeto gráfico para não deixar reclamação. Inclusive, tem Beatles até no projeto gráfico: a capa inspirada na famosa foto da banda na Abbey Road até às páginas de divisão de partes, que contém trechos de músicas da banda.